Lúcia de Carvalho toca triângulo dourado vindo das suas origens mestiçadas : a Angola, a sua terra de origem, o Brasil, música de paixão, e a França com sons mais modernos.

Cantora, bailarina e percussionista, ela apresenta-nos uma música livre e viajadora, misturando com audácia ritmos do mundo e músicas modernas. Tanto impregnada das lembranças da infância, tanto representando uma mulher com pugno erguido, Lúcia de Carvalho vive cada concerto como um encontro, uma razão que a vida cria para reunir e partilhar.

 

 

Lúcia Carvalho nasceu em Angola e passou a segunda parte da infância em Portugal, perto de Lisboa. Muito cedo, a música ritmou e alimentou o quotidiano dela : « Minha mãe cantava e tocava piano num coro e minhas irmãs mais velhas cantavam num programa de rádio para crianças. Juntas, ouvíamos muitas músicas que tocavam no rádio, que sejam angolanas ou vindas de outros países lusófonos e cantávamos e dançávamos à qualquer hora ! Em casa, na igreja, na rua, no mercado...

Qualquer lugar, à cada momento, era propício para exprimir nossas emoções ! » Na adolescência, Lúcia foi acolhida numa família em França. Cresce e ganha maturidade na lua duma nova cultura, duma nova língua, dum novo país... 

Seu percurso profissional inicia-se pela dança, com 16 anos, no grupo « Bia de Assis e Som Brasil », banda de músicas tradicionais brasileiras. Dois anos mais tarde, a cantora Bia deixa a banda. Lúcia, portanto, tomará conta do grupo durante sete anos. Esta oportunidade lançará a jovem cantora em grande nos palcos das regiões do Nordeste francês.

Passo a passo, ela formou-se na colaboração com vários artistas brasileiros residentes em França e através de viagens no Brasil. Mas é através das várias atuações em palco que nossa jovem cantora ganhou em carisma e desenvolve uma linda forma de comunicar com o público. Curiosa, Lúcia ama o contato humano, descobrir, partilhar momentos com pessoas que têm universos musicais variados. Investiu em vários projetos musicais, como blues, funk, world e percussões de ruas entre outros. Também acompanhou e participou de grupos como Anzalaka, Sum Voice e Boni Gnahoré.

© Patrice Bucher

Desde 2009, Lúcia desenvolve seu projeto pessoal com seu nome original : Lúcia Carvalho. Se os arranjos desse primeiro repertório foram criados pelo cantor-pianista antilhano, Michel Latour, foi mesmo Lúcia que realizou a integralidade dos textos e das composições. O EP (Extended Play) « Ao descobrir o mundo » deu luz em França em 2011 com o selo musical « Músicas do Mundo Ouajasav Procutions ».

Rodeada pelos seus músicos, Lúcia Carvalho começa pouco à pouco a conquista dum grande público, além das fronteiras regionais. Ela atua nos palcos das maiores cidades europeias : Londres, Bruxelas, Paris, Cannes, Toulouse, Luxemburgo, Lisboa. Em fevereiro 2015, é  na programação   oficial do Carnaval   da cidade de Recife, no Nordeste

do Brasil, que a Lúcia atua com músicos franceses e brasileiros. Uma bela aventura ao internacional, acolhida com um muito grande entusiasmo pelo público brasileiro.

Hoje, Lúcia Carvalho regressa com seu novo projeto : KUZOLA. É a história dum álbum com uno novo repertório criado através de viagens realizados entre a

França, o Brasil e a Angola, durante o ano 2015.

Questionando várias vezes a diversidade e mestiçagem na sua música, era o momento certo para a Lúcia de reencontrar suas origens angolanas e renascer como uma artista, uma mulher uma cidadã do mundo. A vontade de partir para o desconhecido era muito forte. A necessidade também de recuperar para renovarse. Como uma necessidade de fazer o balanço do seu percurso depois desse primeiro de música, de palcos, de encontros e colaborações com músicos de vários  mundos  musicais.  Lúcia  foi assim ao encontro  dos artistas  locais em três

países para criar e gravar as faixas do seu novo repertório e para realizar o espetáculo ao vivo que restitua todo o mundo musical da Lúcia em palco.

 

Esta aventura artística e humana fez o objeto da realização dum filme documentário. Hugo Bachelet, cinegrafista e realizador na empresa parisiense « Couac Productions », acompanhou a Lúcia ao longo das suas viagens, para captar e colocar em imagem este regresso às origens que faz reviver a criatividade e traz um ar libertador à sua busca de identidade harmoniosa.

Ver o trailer do Filme "Kuzola, Canto das Raizes"

BIOGRAFIA

  • Wix Facebook page
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • SoundCloud Social Icon